segunda-feira, 13 de outubro de 2014

No silêncio das palavras



Lembrar-me do que não quero
Só causa dor e desespero
Neste já cansado coração.
É ter as emoções amordaçadas
No silêncio das palavras
Que fogem a minha compreensão.

Este sentimento tão humano
De quer-te dizer que te amo
Quando agarrar a tua mão
Deverá ser uma sensação incrível
Será como alcançar o impossível
Nos limites da paixão.

Queria ter-te ao meu lado
E deixar meu coração apaixonado
Sair da angústia da solidão
E dar outra cor à vida
Para que a mágoa seja esquecida
Neste meu mundo de ilusão…



José Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário