quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Quando...




Quando olho no espelho
Vejo apenas um velho
Que não sabe o que dizer
Para poder-te ter.

Quando olho pela janela
É como se estivesse numa cela
Sem saber o que fazer
Para poder-te ver.

Quando vejo a chuva cair
Sinto a minha vida ruir
Sem saber o que escrever
Nesta carta que não irás ler…



José Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário