sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Ler tua alma



Tento ler os teus olhos
Mas por muito que tente
Não os consigo ler,
Tento saber dos teus sonhos
O que a tua alma sente
Mas não consigo saber

Tento ler as tuas palavras
E os teus castanhos cabelos
Mas é-me impossível,
Tento ler as tuas mãos serenas
E procurar entre os teus conselhos
Um sentimento plausível

Tento perceber os teus gestos
Entender o teu sorriso
Mas não consigo,
Tento ler os teus maus momentos
E a natureza do teu riso
Para poder ficar sempre contigo.




José Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário