quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Arrogância



Quando a realidade é fantasia
No teu conto de fadas desatinado
E a interpretação do teu dia-a-dia
É um coro peculiar desafinado.

Um gesto teatral
Um nariz empinado
Uma voz angelical
Um passo adornado

Quando a realidade do dia-a-dia
É a fantasia da tua elegância
E da moral baseada da arrogância.




José Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário